domingo, setembro 16, 2012

Vc conhece a Singularity? Uma Universidade voltada exclusivamente para o desenvolvimento tecnológico, criada pela Google em parceria com a NASA.

Singularity University: conheça e crie projetos inovadores com apoio da Nasa e do Google



Você já ouviu falar na Singularity University? Trata-se de uma universidade interdisciplinar sediada no campus NASA Ames, no Vale do Silício. Fundada por Google, ePlanet Ventures e Autodesk, a SU conta com uma série de patrocinadores e apoiadores, inclusive a Fundação Kauffman.

A missão da SU é proporcionar condições para o desenvolvimento de pensamento disruptivo e soluções para os problemas mais desafiadores da humanidade.

O webinar vai mostrar alguns dos projetos desenvolvidos nesta última temporada pelos alunos da Singularity, com foco em energia, água, alimentos, reciclagem e indústria espacial. Os projetos serão comentados durante 3h pelos co-fundadores da SU Dr. Ray Kurzweil e� Dr. Peter H. Diamandis e� pelo diretor� Dr. Dan Barry.� Inscreva-se para assistir.

Brasil - Os cursos da Singularity University costumavam acontecer exclusivamente no Vale do Silício, mas, pela primeira vez, foram realizadas fora da sede da NASA: em São Paulo/SP, entre 8 e 13 de novembro de 2010, por meio de uma parceria exclusiva com a Fiap� (confira em no site da SU inglês ou no site da Fiap em português). Assuntos do curso: bioinformática, nanotecnologia, robótica, neurociência, entre outros.

Assista ao vídeo de abertura da última temporada na SU, em que Larry Page (fundador e CEO do Google) diz que, se ele fosse estudante, a SU é o local onde ele queria estar.

video
 
* Tecnologia disruptiva ou inovação disruptiva é um termo descrevendo a inovação tecnológica, produto, ou serviço, que utiliza uma estratégia "disruptiva", em vez de "revolucionário" ou "evolucionário", para derrubar uma tecnologia existente dominante no mercado. É sistematicamente demonstrado para a comunidade de pesquisa que as mais disruptivas inovações são uma minoria comparados com as inovações "revolucionarias", que introduzem uma inovação de maior performance no mercado. Exemplo de tecnologias disruptivas sucedendo são raros. Ocasionalmente, uma tecnologia disruptiva vem a dominar um mercado existente, seja preenchendo um espaço no novo mercado que a tecnologia antiga não conseguia atender, ou por sucessivamente mover para cima no mercado, começando com um produto mais barato com performance inferior, e através de aperfeiçoamentos finalmente deslocar os líderes do mercado(como as câmeras digitais substituindo as câmeras por filme).
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário