quinta-feira, abril 28, 2011

Tudo sobre incerteza (parte 6 de 6) - física quântica

Muito interessante este vídeo! Alguns aspectos citados não serão compreensíveis de imediato mas aproveitem a ideia geral do vídeo. Quando estudamos um assunto complexo como a física quântica é interessante seguir lendo e pesquisando, mesmo que alguns pontos fiquem sem entendimento no momento. Aos poucos e com paciência o "quebra-cabeça" vai se montando. Para auxiliar os interessados ofereço um Curso de Física Quântica para Leigos, onde uso um material bem simplificado e ao mesmo tempo fiel à ciência. Sem falar na facilidade de ter um professor ao vivo para conversar e tirar as dúvidas. Realmente acredito no benefício que o entendimento da física quântica pode trazer para as pessoas! E no que depender de mim faço o possível para que todos obtenham este conhecimento. Abraços,

video

quarta-feira, abril 27, 2011

Dica de viagem: Penedo

Um lugar para comungar com a natureza, muito verde, cachoeiras, passeios a cavalo, lojinhas e restaurantes, assim é Penedo. Um lugarzinho ao pé da Serra no interior do estado do Rio de Janeiro, lugarejo que começou com uma colônia de finlandeses. Indico o hotel Vivenda Penedo, com uma área verde simplesmente maravilhosa e uma recepção e tratamento diferenciado para os hóspedes. Um passeio delicioso é almoçar no restaurante Vernissage, ao lado da cachoeira, um local encantador e uma comida deliciosa. Indico tb o restaurante Jardim Secreto. Fica a dica pra quem estiver procurando um lugar para relaxar e repôr as energias.

Fotos do Hotel Vivenda Penedo 


Cachoeira de Deus


Restaurante Vernissage



terça-feira, abril 26, 2011

Beija-flor cósmico nasce do choque de três galáxias

Redação do Site Inovação Tecnológica

A colisão de três galáxias está produzindo um espetáculo raro a 650 milhões de anos-luz da Terra. O evento, de proporções sobre-humanas, gerou a imagem de um beija-flor cósmico, flutuando serenamente contra o céu escuro.
Beija-flor cósmico nasce do choque de três galáxias
Óptica adaptativa
A galáxia ESO 593-IG 008 foi fotografada por um dos instrumentos do Telescópio VLT ("Very Large Telescope"). Até agora imaginava-se que a colisão estava acontecendo entre duas galáxias apenas. Mas o instrumento chamado NACO utilizou seu mecanismo de óptica adaptativa para gerar uma imagem de maior resolução e permitir que os astrônomos vissem que são três galáxias que estão se chocando.
Beija-flor cósmico
Devido à sua semelhança com um pássaro, os astrônomos passaram a chamar a galáxia tripla de Bird. Apenas o "rabo" do pássaro cósmico mede mais de 100.000 anos luz de comprimento, o tamanho de toda a nossa Via Láctea.
A resolução final da imagem é de um décimo de arco-segundo - algo como o ângulo de uma moeda de 2 centímetros de diâmetro visto de uma distância de 40 km. Isto é cerca de 600 vezes mais do que o olho humano consegue distinguir.
 

Albert Einstein

"O ser humano é uma parte - limitada em tempo e espaço - do todo a que chamamos "Universo". Ele vivencia a si mesmo, seus pensamentos e sentimentos como algo separado do resto, numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. Essa ilusão é para nós uma espécie de prisão, pois nos restringe a nossos desejos pessoais e nos permite ter afeto apenas pelos que nos rodeiam. Nossa tarefa é libertarnos dessa prisão, ampliando os limites de nossa compaixão para que abarquem todas as criaturas vivas e toda a natureza em sua beleza. Ninguém consegue realizar plenamente este feito. Mas a luta para chegar lá é, em si mesma, uma parte dessa libertação e a base da segurança interior."
 
Parecem palavras de um guru espiritual. Sim, Albert Einstein tinha uma visão do Universo como um TODO. Um ser humano elevado, um maravilhoso físico, um gênio da ciência, um presente para a humanidade. Poderíamos colocar uma faixa no nosso planeta: "Albert Einstein passou por aqui!"
 

sexta-feira, abril 22, 2011

Páscoa, renascimento e partículas fundamentais - física quântica

Por Eliane P. Serra Xavier

Hoje na física de partículas temos como partículas fundamentais os quarks, os leptons, e as partículas transportadoras de força, como o fóton, por exemplo, que é uma partícula transportadora da força eletromagnética.
Os quarks aparecem em seis tipos e os léptons em seis tipos também. O lépton mais conhecido é o elétron.
Estas partículas fundamentais, os seis quarks e os seis léptons, são subdividas em gerações (ou famílias).
As partículas de primeira geração são o quarks “up”, o quark “down” e os léptons “elétron” e “neutrino do elétron”. Toda a matéria que vemos no mundo é formada por esta primeira geração de partículas.
A segunda geração é  formadas pelos quarks “charmoso” e “estranho” e pelos léptons “múon” e “neutrino do múon”.
Fechando as três gerações, temos a terceira e última família que é formada pelos quarks “top” e “botton” e pelos léptons “tau” e “neutrino do tau”. Somando as três gerações de partículas fundamentais chegamos ao total de seis quarks e seis léptons.
O que é muito curioso é que, como foi dito acima, toda a matéria que nos rodeia, as montanhas, os mares, as galáxias, o ar que respiramos, tudo é feito apenas das partículas de primeira geração (quark “up”, quark “down”, “elétron” e “neutrino do elétron”), a única geração estável.
As partículas das outras gerações aparecem nos testes feitos em laboratórios e elas rapidamente decaem para as partículas de primeira geração.
Sendo assim, uma das grandes perguntas que a física hoje busca responder é: “Por que estas partículas de segunda e terceira gerações existem?!”
Observar estas misteriosas partículas, tomar conhecimento da existência delas, mas uma vez abre todo um vasto leque de possibilidades de interpretações. Seriam estas partículas pertencentes ao campo quântico das potencialidades (do "vir a ser")? Como alguns autores chamam de “o não manifesto”?
Como disse um famoso físico da atualidade “Fazer perguntas hoje em dia para a física exige uma coragem cada vez maior para aceitar as respostas!”
De uma forma ou de outra, mesmo estas perguntas ainda não sendo respondidas, sabemos que a matéria não é estática, como se pensava na física Newtoniana. Sabemos que no mundo das partículas quânticas tudo é movimento, tudo se move e se transforma o tempo todo. Os átomos de nosso corpo hoje não são os mesmos de ontem, eles apenas se parecem iguais porque seguem um mesmo padrão de comportamento. Pensando desta forma vemos que a mudança, o renascimento, o movimento, é uma Lei da Natureza, e se colocar contra ela traz desequilíbrios e sofrimento. Então basta relaxar, meditar, tranquilizar, e veremos que a paz já está lá, sempre esteve, e sempre estará. O renascer, o recriar, é simplesmente natural!

domingo, abril 17, 2011

O semeador de estrelas


O semeador de estrelas é uma estátua localizada em Kaunas, Lituânia.
Durante o dia ela passa despercebida...

(clique na foto para ampliar)
Mas quando a noite chega, a estátua justifica seu nome... 

(clique na foto para ampliar) 
Que possamos sempre ver além daquilo que está diante de nossos olhos, hoje e sempre.

O Big Bang e a interconectividade

Por Eliane P. Serra Xavier
A Teoria do Big Bang ainda é a mais aceita na ciência para ilustrar o início de nosso Universo.
Segundo esta teoria o nosso Universo surgiu de uma grande explosão, de um único ponto chamado de Singularidade. Tudo o que existe no universo estaria concentrado neste único átomo, do qual começou a grande expansão. A partir desta explosão o próprio espaço-tempo começou a existir. É uma ideia bastante abstrata, pois não havia um espaço vazio onde o Universo se expadiu e ocupou, não é isto que a teoria diz. O próprio tecido do espaço surgiu e passou a se expandir após o big bang. Sabemos que hoje o Universo continua a se expandir, e esta é uma das observações que reforça a credibilidade na teoria do Big Bang, pois traz a suposição de que esta expansão começou em algum momento, a partir de algum ponto e em alguma explosão primordial. Observa-se que as galáxias estão todas se afastando umas das outras, mas na verdade o que está se expandindo é o próprio tecido do espaço-tempo, como se colássemos vários marcadores num elástico e depois começássemos a esticá-lo em todas as direções.
É muito interessante observar, que neste momento primordial, tudo o que existe no Universo, tudo estava Uno, concentrado e conectado neste único ponto, nesta Singularidade, de massa e energia incomensurável.
Primeiro surgiram as partículas fundamentais. A partir destas partículas surgiram os átomos mais leves e as primeiras estrelas. Dentro destas estrelas houve o processo de fusão nuclear, onde elementos mais pesados foram criados, e destes elementos, muito tempo depois, surgiram os planetas, a vida, nós mesmos! Em um passado remoto, no momento primordial, só havia um átomo, onde tudo estava contido, interligado, coexistindo, sendo apenas UM.

sexta-feira, abril 15, 2011

Quebrando paradigmas: vivendo num Universo de mais dimensões.

video

O personagem Dr Quantum viaja a um Universo bidimensional e mostra o quanto é estranho, e até temeroso,  pensar em outras dimensões, outras liberdades (na física chamamos o numero de dimensões de número de graus de liberdade). Quanto mais dimensões abrirmos em nosso Universo interior, maior nosso grau de liberdade na vida!

quarta-feira, abril 13, 2011

Psicopedagoga explica: O destaque que a mídia dá ao assassino de Realengo estimula outros jovens a fazer o mesmo.

Muito interessante este vídeo! Os EUA que são o país que mais tem este tipo de tragédia, já divulgam que este tipo de publicidade incentiva a violência. Pq a revista Veja não colocou como matéria de capa a imensa fila de doadores de sangue no Hospital onde estavam as vítimas; os médicos que vieram de todos os lados voluntariamente para socorrer as vítimas? o policial que foi herói? Daria uma linda matéria de capa.

video

Pq o lado ruim da estória sempre dá mais Ibope e vende mais?? Está na hora de nós como consumidores pararmos de incentivar a mídia a colocar tanto lixo a disposição.

'COMUNICAÇÃO NÃO VIOLENTA' com Dominic Barter, em agosto e setembro de 2011.

Maravilhoso este vídeo, muito interessante esta nova perspectiva de comunicação! A física quântica diz que tudo no mundo são processos de relação. Veja a importância de fazermos um diálogo positivo!
Haverá um curso em Curitiba de 48h realizado em dois módulos. Dados de local ainda em aberto, logo traremos novas informações.
Para saber mais:
organização: gaia curitiba 2011
ou facebook - educação gaia curitiba
por Bernadete Brandão.
video

quinta-feira, abril 07, 2011

Físicos podem ter achado nova partícula fundamental da matéria






Publicidade

REINALDO JOSÉ LOPES
EDITOR DE CIÊNCIA




Se um grupo de físicos americanos estiver certo, a humanidade acaba de topar com uma nova partícula fundamental --uma peça essencial do quebra-cabeças da matéria que, até agora, tinha passado despercebida.
A possibilidade vem de dados obtidos pelo Tevatron, acelerador de partículas que fica em Batavia, Illinois (meio-oeste dos EUA). Os físicos que avaliaram os dados trabalham no Fermilab, instituição onde o superacelerador está instalado.
O trabalho desse tipo de máquina é promover trombadas de partículas em níveis de energia altíssimos. No caso do Tevatron, as trombadas envolvem prótons (componentes do núcleo dos átomos com carga elétrica positiva) e antiprótons ("gêmeos" dos prótons com carga invertida, negativa).

Quando a pancada de partículas acontece, os prótons e antiprótons originais são aniquilados, e o que sobra são jatos altamente energéticos dos componentes menores dessas partículas.
É mais ou menos como jogar um computador no chão com força suficiente para que as peças se soltem. Depois, examinando as peças, tenta-se entender como ele estava montado e como funcionava.
Só que, no experimento coordenado pelo físico Giovanni Punzi, havia uma peça completamente inesperada. Os cientistas já conhecem um zoológico de partículas fundamentais, mas nenhuma bate com a energia dos jatos observados nos testes.
Então, que diabos seria aquilo? Um candidato é o misterioso bóson de Higgs, partícula prevista teoricamente mas nunca achada, que daria massa (o que chamamos popularmente de "peso") a outras partículas.
Punzi e companhia não apostam nessa hipótese. "Mas a massa do que eles viram até poderia ser compatível com o Higgs", avalia Ronald Shellard, do CBPF (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas), no Rio de Janeiro.

Ivan Luiz/Arte


Folha.com ciência


O poder da intenção positiva - física quântica

Por Eliane P. Serra Xavier


A física quântica tem como ideia central a quantização da energia. Quantizar a energia significa distribuí-la em pacotes, em quantidades definidas. A luz solar, as ondas de rádio, TV, celulares, raios X, todo o espectro de ondas eletromagnéticas pode ser visto como vários pacotinhos de energia se propagando. Cada pacotinho é chamado de quantum.

A energia que cada quantum carrega é diretamente proporcional a frequência da onda emitida pela fonte.
clique na imagem para ampliar

Por exemplo, a luz vermelha tem uma determinada frequência de vibração, a onda azul tem outra, e assim por diante, cada cor tem sua frequência específica. No caso da luz visível a luz vermelha é a que tem a menor frequência de vibração, e a luz azul (violeta) a maior (por isso estas suas cores são as duas extremidades do arco-íris).
Onde quero chegar é que como a luz azul tem uma freqüência de vibração maior que a luz vermelha, o seu pacotinho de energia, o quantum da luz azul, carrega mais energia que o quantum da luz vermelha, por exemplo.
.
Quanto maior a frequência de vibração da onda, maior a energia de cada quantum, de cada pacotinho de energia que ela transporta.

Em outras palavras, um  único quantum de uma onda de alta frequência, de alta vibração, numa linguagem mais acessível, pode carregar, ele sozinho, mais energia que muitos quanta de outra vibração mais baixa.

Portanto considerando-se que os pensamentos positivos, as orações, todas as ações positivas da mente emitem ondas de alta frequência vemos, pelo que foi explicado acima, que um pequeno pensamento positivo carrega um quantum de energia mais alta do que muitos quanta de vários pensamentos negativos.

É a física moderna explicando o poder do BEM.

Podemos também entender, desta forma, o conceito que alguns autores trazem de "massa crítica". Eckhart Tolle, por exemplo, autor do livro "O Poder do Agora", diz que não é necessário que toda a humanidade dê um salto quântico de consciência para que o planeta evolua. Se apenas uma parte das pessoas, uma massa crítica de indivíduos, der este salto, todo o planeta dará conjuntamente o salto quântico da consciência!

Entra aqui também o conceito dos Campos Morfogenéticos, introduzido pelo cientista e pesquisador Rupert Sheldrake. Esta teoria afirma que quando membros de uma espécie aprendem um comportamento, e esse comportamento é repetido vezes o suficiente, o tal campo (molde) é modificado e a modificação afeta a espécie por inteiro, mesmo que não haja formas convencionais de contato entre os indivíduos! Pela Física Quântica podemos entender, que também, se este novo comportamento trouxer um quantum de energia suficientemente alto, o TODO se torna modificado, entrando esta nova informação para o campo quântico da consciência no planeta. 

Fantástico, não! Que benção estarmos vivos neste momento tão especial, em que o conhecimento chega a nós de forma tão clara e fácil! Este momento de abertura e facilidade para o nosso salto quântico!

Abraços fraternos!
Eliane




Luto

Olá amigos,
O trágico episódio de hoje no Rio de Janeiro mostra, entre outras coisas, como é perigoso e grave uma pessoa estar numa paisagem mental totalmente equivocada. Uma vez nesta paisagem o ser acha correto e justo atitudes completamente descabidas. Mostra como estamos todos interligados e expostos ao mundo em que vivemos.
Deixo meus sinceros sentimentos a todos os envolvidos de alguma forma, direta ou indiretamente. Que este episódio seja de estímulo a nossa prática espiritual, para que possamos contribuir com mais lucidez e equilíbrio ao inconsciente coletivo do planeta!
Convido a todos os que são praticantes a fazer a acumulação do mantra "Om gate gate paragate parassangate body soha" e dedicar para a dissolução do sofrimento neste episódio. E convido todos, que dentro de suas crenças e tradições, espírita, católica, evangélica, qualquer uma, ou mesmo quem desenvolve sua espiritualidade independente de religiões, que mandem orações e pensamentos positivos para esta situação. Com certeza, esses quanta de energia positiva que mandamos chegarão a quem precisa.
Mãos em prece...

Dalai Lama

Clique na imagem para ampliar

Entrevista on-line

Olá colegas!
Quem quiser conferir a entrevista que dei na Rádio de Bem Com a Vida é só clicar no link abaixo e procurar na tela inicial da rádio a janela "Papo cabeça entrevistou..."
Falamos da experiência do arroz, de física quântica, de meditação e teve a participação dos ouvintes.

http://www.radiodebemcomavida.com/

Abraços,

segunda-feira, abril 04, 2011

Experiência do arroz (2)

Ainda extremamente intrigada com o experimento anterior, refiz a experiência, desta vez colocando apenas o papel escrito colado no arroz, sem falar em voz alta todo dia o que estava escrito. Mais uma vez chamei meu filho (as crianças são mais sábias e abertas do que nós adultos, que já agimos bitolados sob vários condicionamentos). Desta vez escolhemos as mensagens "eu te amo" para um pote de arroz e "eu te odeio" para o outro, e mais uma vez o resultado foi o mesmo que o pesquisador Massaru Emoto coloca em seus relatos.



Então, caros amigos, façam suas experiências! É extremamente simples de fazer. Eu deixo os dois potinhos num mesmo ambiente, neste caso, na bancada do banheiro, para que possam estar sob as mesmas condições de luz, temperatura, luminosidade, etc. A única diferença realmente é o que está escrito no papel de cada pote! Mandem os seus resultados, vamos investigar, e enquanto isso vamos cuidar MUITO de nossas palavras e intenções, conosco mesmos e com os outros. Nosso corpo é composto de água em pelo menos 70%. É pra parar pra pensar...

Experiência do arroz (1)

Um pesquisador chamado Massaru Emoto realiza pesquisas com o efeito de nossos pensamentos e palavras sobre as moléculas da água. Num de seus documentários ele sugere uma experiência com arroz cozido para que o efeito de nossas palavras e emoções possam ser vistas a olho nu, sem precisar do microscópio para observar os cristais formados na água.
A experiência é a seguinte:
Coloca-se um punhado de arroz cozido em dois potes de vidro. Num eles escreva algo bom, positivo, como por exemplo "muito obrigada" e cole o papel no vidro. No outro escreva algo negativo, por exemplo "seu idiota" e cole no outro vidro de arroz. Nestas fotos que coloquei abaixo, uma vez por dia, eu destampava o vidro e falava em voz alta as mesmas palavras que estavam escritas no papel, para cada porção arroz.
Depois de uma semana ocorreu exatamente o que o pesquisador diz em seu documentário. Como podem ver nas fotos, o arroz que tinha a mensagem positiva ficou muito melhor conservado do que o outro que tinha a mensagem negativa! que ficou totalmente apodrecido.


Fiz esta experiência com meu filho de 6 anos, como pode-se ver a letrinha de criança no papel colado ao pote. Escrevi também com a minha letra mais legível (pra facilitar pro arroz! risos).
Não sei exatamente o que ocorre, dentro da ciência tradicional não temos relatos destas experiências, mas é algo realmente impressionante e intrigante o resultado, digno de pararmos para pensar!!

Entrevista

Olá amigos

Hoje ás 15:30 estarei dando uma entrevista numa rádio da web, a Radio de Bem Com a Vida. Quem tiver interesse clique no link para ouvir:
http://radiodebemcomavida.com/

Ótima semana a todos!

domingo, abril 03, 2011

Vc sabia?! (física quântica)

Por Eliane P. Serra Xavier

Que 99,999999999999% de um atómo é apenas espaço vazio?!
Muito resumidamente a estória foi assim:

Newton acreditava que o átomo era uma partícula sólida, indivisível, incomparavelmente dura e que nada a partiria.

No final do século XIX o físico J.J.Thonsom descobriu o elétron.
Por volta de 1911 Rutherford montou sua famosa experiência onde pequeniníssimas partículas atravessavam uma fina folha de ouro. Ele constatou que o átomo tinha um núcleo! Foi o nascimento da física nuclear. A partir de então o átomo passou a ser representado pelo núcleo com os elétrons orbitando em volta dele, o modelo atômico que estudamos na escola.

Dentro do núcleo temos os nossos já bastante conhecidos prótons e nêutrons, e dentro dos prótons e nêutrons temos os quarks, como expliquei no post anterior.
O interessante é que quando os cientistas descobrem uma nova partícula subatômica sobra um imenso “espaço vazio” entre a partícula anterior e a nova partícula descoberta.

Se tomarmos o tamanho de um átomo como 1 unidade, o tamanho do núcleo é 1/10.000. O tamanho dos prótons e nêutrons em relação ao átomo é da ordem de 1/100.000 e o tamanho dos quarks e elétrons é por volta (estimadamente) de 1/100.000.000.
Destes valores chegamos ao espantoso resultado de que 99,999999999999% do volume de um átomo é apenas espaço vazio!

Mas então como sentimos a matéria sólida??
Bem, isso vai ter que ficar para o próximo post.

Fonte de pesquisa: http://www.sprace.org.br/AventuraDasParticulas

sábado, abril 02, 2011

Mário Quintana

A felicidade é um sentimento simples; você pode encontrá-la e deixá-la ir embora, por não perceber a sua simplicidade.

Sou tão antigo e tão novo quanto a luz de um novo dia.

O que mata um jardim não é o abandono ! O que mata um jardim é esse olhar vazio de quem passa indiferente por ele.

Poesia - a forma mais linda de sabedoria

*Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas,
que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os caminhos,
que nos levam sempre aos mesmos lugares.                                  
É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la,
teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.*
(Fernando Pessoa)

sexta-feira, abril 01, 2011

Como um monge e a meditação podem ajudar os médicos



No Brasil, o monge budista da escola theravada, Bhante Yogavacara Rahula, defende a ideia de que a meditação pode ajudar a tratar doenças.
Os médicos brasileiros concordam. O monge budista está no Brasil para participar de retiros espirituais e ensinar técnicas da meditação.

Nesta semana, o respeitado Hospital das Clínicas de São Paulo – uma das maiores instituições de saúde do país, referência em pesquisa médica – abriu suas portas para uma visita inusitada e inédita: um monge budista, Bhante Yogavacara Rahula. A convite do ortopedista Rafael Ortiz, professor do Faculdade de Medicina da USP, o americano fez uma palestra a médicos e demais interessados nos benefícios da meditação à saúde, especialmente em casos de depressão, pressão alta, câncer e doenças psicossomáticas. Ex-combatente da Guerra do Vietnã, monge Bhante descobriu na Ásia, após desligar-se das forças armadas americanas, o budismo, que o levou a renunciar à vida laica e ordenar-se monge, em 1975. Ali, começaria a aprender as lições que quer ensinar aos médicos.
"Acredito que a meditação é mais uma forma de prevenção do que de cura", diz Bhante. Da meditação, prática essencial dos ensinamentos budistas, tirou o que prega serem as lições efetivas de cuidados com a saúde e prevenção de doenças. Surpreso, constata que é o Ocidente, reino da razão e da ciência, o território em que mais cresce o interesse pela meditação aplicada à saúde. "Nessa porção do mundo, as pessoas têm o costume de tratar seus problemas a partir dos sintomas. É como olhar de fora para dentro", diz. "Ao contrário disso, deveríamos nos esforçar para sintonizar mente e corpo, para perceber os sinais que o organismo nos envia. Isso se faz por meio da meditação."

Leia a matéria completa no portal veja.com.

Workshop


Fiz este workshop no ano passado e amei! A mestra é muito poderosa, e nada como estar na presença de uma energia tão grande. Estarei lá este ano de novo e recomendo. Quem tiver interesse deixe um comentário que mando mais informações por e-mail, ou clique na imagem para ampliar.